"Multipliquei-me para me sentir. Para me sentir precisei sentir tudo" ... Porque a vida nem sempre é o que parece...Entao que fazer?Entrar num mundo de reflexos ou tentar entender os reflexos do mundo?!

17
Fev 10

Há pessoal que mesmo ouvindo "milhares" de vezes uma coisa parece fazer de conta que não ouve e continua a "bater no ceguinho"... Estou com uma grande dúvida existencial... Devo chamar a isso persistência ou burrice? Ou nem uma coisa nem outra e isso é só para quem formou uma ilusão, um trunfo, um objectivo e é capaz de tudo para o ter, algo passageiro mas que já teve tempo de passar...

 

Acho que se calhar é melhor eu arranjar um dicionário e oferecer-te com um bilhete:

"Procura a definição de AMOR e de OBCESSÃO e ATRACÇÃO e depois fala comigo :D :D"

 

 


08
Fev 10

Mudam-se os tempos e mudam-se as janelas! Antigamente, segundo o que as nossas avós nos contavam, a maior parte dos namoros eram à janela. O contacto físico era quase inexistente até ao fatídico dia do casamento. As jovens apareciam grávidas... mas apenas por obra e graça do Espírito Santo (acho que as janelas nada tinham a ver com isso...) =)

Como os namoros eram à janela, havia sempre os cuscos a passar para tentarem ouvir algo (não é que agora não existam estes cuscos :)), uma avó "surda que nem uma porta" dentro de casa a guardar a jovem. Esta avó surda é que devia ser amiga do Espírito Santo... daí as surpresas! "Se não saiu da janela como é que aquilo aconteceu?" - pensariam muitos. Grande  enigma ...

            Onde andam as serenatas e declarações à janela …

“Quando iam aos bailes iam acompanhadas pela mãe, mas a certa altura os namorados iam pedi-las para dançar e diziam assim:

“- Tem a honra de vir dançar comigo?”

Naquele tempo não podiam namorar longe dos pais. Namoravam em casa sentados em cadeiras. As cadeiras rangiam muito para quando mexessem, os pais se aperceberem. :D”

Segundo os mais antigos os fantásticos namoros com muito romance, amor e tal (omitindo sempre a parte do que andavam a fazer aos domingos à tarde debaixo do pomar da vizinha (“fazer forninhos” – expressão algo fantástica que li hoje num artigo :P)

O namoro actualmente não é melhor nem pior do que antigamente – apenas diferente…

E já que o dia de São Valentim está aí à porta deu-me para escrever sobre isto …

 


07
Fev 10

Porque se chumba nos exames?


            Um ano tem 365 dias para podermos estudar.
Depois de tirar 52 domingos,só nos restam 313 dias. No verão há 50 dias durante os quais faz demasiado calor para poder estudar. Assim restam-nos 263 dias. Dormimos 8 horas por dia,por ano, isso são 122 dias. Agora temos 141 dias.Se nos derem 1 hora por dia para fazer o que nos apetecer, 15 dias desaparacem, assim restam-nos 126 dias. Gastamos 2 horas por dia a comer, assim usamos desta maneira 30 dias e sobram-nos apenas 96 dias no nosso ano. Gastamos 1 hora por dia a falar com amigos e familiares, o que nos tira 15 dias mais, e então restam-nos 81 dias. Exames e testes ocupam no mínimo 35 dias do nosso ano, portanto só nos restam 46.Tirando aproximadamente 40 dias de férias e feriados, ficamos apenas com 6 dias.Digamos que no minimo estás 3 dias doente,e estás então com apenas 3 dias para poder estudar! Digamos também que só sais 2dias! Só resta 1 dia!!!! Porém, esse único dia.....é o teu aniversário!...portanto......

 
BOA SORTE A TODOS OS QUE ESTÃO EM EXAMES!!!!!!

publicado por VM às 09:24

22
Jan 10

É admitível receber no meu mail isto? :)

 

DICIONÁRIO DE UMA LOIRA

 

Abismado - Pessoa que caiu de um abismo
Pressupor
- Pôr preço em alguma coisa.
Biscoito
- Fazer sexo duas vezes.
Padrão
- Padre muito alto.
Democracia
- Sistema de governo do inferno.
Barracão
- Algo que proíbe a entrada de caninos.
Homossexual
- Detergente para lavar as partes íntimas.
Ministério
- Aparelho de som de dimensões muito reduzidas.
Detergente
- Acto de prender seres humanos.
Eficiência
- Estudo das propriedades da letra F.
Conversão
- Conversa prolongada.
Halogéneo
- Cumprimento a pessoas muito inteligentes.
Expedidor
- Mendigo que mudou de classe social.
Luz solar
- Sapato que emite luz por baixo.
Cleptomaníaco
- Mania por Eric Clapton.
Contribuir
- Ir para algum sítio com uma tribo de índios.
Aspirado
- Carta de baralho completamente maluca.
Coitado
- Pessoa vítima de coito.
Regime Militar
- Dieta e exercícios feitos pelo Exército.
Caçador
- Indivíduo que procura ter dor.
Assaltante
- Um A que salta.
Determine
- Prender a namorada de Mickey Mouse.
Coordenada
- Que não tem cor.
Presidiário
-Aquele que é preso diariamente.
Ratificar
- Tornar-se um rato.
Violentamente
- Viu com lentidão.

 

O que vale é que, mesmo sendo meia loira isto não se aplica a mim =)

publicado por VM às 16:37
tags:

19
Jan 10

 

publicado por VM às 18:42

05
Jan 10

Porque é que há gente que gosta de julgar as pessoas injustamente sem antes as perceber?

Não percebo...

 

publicado por VM às 15:42

01
Jan 10

 

Que este ano que começa fique marcado por muitas alegrias e sorrisos :)

publicado por VM às 19:22

25
Dez 09

Desejo um feliz natal a todas as pessoas =)

Desejo que a magia do Natal torne mágica a vossa vida, para que tudo aconteça à medida dos vossos desejos :)

 

publicado por VM às 19:42
tags:

24
Dez 09

Hoje senti-me LIVRE...

Consegui... Esquecer tudo o que rodeia, as pessoas que me chateiam, o mundo que me sufoca...

Senti-me como já há muito tempo não me sentia: livre de preocupações, esquecida do mundo, centrei-me só em sentir e aproveitar o sereno momento de paz que me fez lembrar que vale a pena ...

 

 

 

publicado por VM às 00:20
tags:

17
Dez 09

            Hoje foi efectuada a distribuição a famílias carenciadas das roupas, brinquedos e alimentos angariados ao longo destas últimas três semanas na campanha de solidariedade da escola.

            Foi um dia diferente de tantos outros, uma vez que consegui entrar numa realidade totalmente distinta da minha, uma realidade desconhecida pela maior parte das pessoas, realidade essa que se revelou no facto de tantas pessoas terem tão pouco, viverem com o mínimo dos mínimos, esperando que chegue uma mão amiga que os ajude. Felizmente, tive a sorte de ser uma das três escolhidas para desempenhar este papel. Não foi igual a ver um documentário ou ler um livro sobre o assunto, foi entrar nas suas vidas, saímos do conforto e comodidade da nossa vida e fomos ter com as pessoas.

            Apesar de ter sido um dia bastante cansativo, cada sorriso que recebi foi suficiente para superar este cansaço. Foi compensador a todos os níveis e bastante comovente para os envolvidos nesta actividade, sentindo que contribuiu para o meu crescimento pessoal e social.

            Neste momento, em que tento partilhar convosco a nossa experiência ao longo deste dia, dou-me conta de que não existem palavras para descrever o sentimento de gratidão sentido em cada família visitada. É indescritível!

            Apesar desta época natalícia começar a ser traduzida por um excessivo consumismo, verificámos que existem imensas crianças que nunca receberam uma prenda na vida, coisa a que nós estamos tão habituados.

            Penso que conseguimos criar um momento único na vida destas famílias, através da nossa pequena mas importante acção, pois o brilho do seu olhar transmitiu-nos que se vão lembrar deste gesto de solidariedade durante muito tempo.

            Também eu não me irei esquecer com facilidade da mistura de sensações deste dia que me emocionou, finalizando o trabalho com um balanço bastante positivo e uma enorme de o repetir.

            Podia ser um momento igual a tantos outros, mas um sorriso abrilhantou o meu dia!

publicado por VM às 20:01

Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
12
13

14
15
16
17
20

22
24
25
26

28
29
30
31


subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO